Notícias o que jogamos no Diversão Offline 2019

Publicado em Maio 9th, 2019 | por Renato J. Lopes

Diversão Offline 2019: o que jogamos

Evento é sempre muita correria, muita gente para conversar, novidades e fica difícil jogar tudo o que a gente quer. Mas, dessa vez conseguimos jogar algumas coisas bem legais e vamos falar um pouco sobre eles. Confira o que jogamos no Diversão Offline 2019.

A Song of Ice & Fire: Tabletop Miniatures Game

Eu e o Francis conseguimos jogar uma partida no estande da Conclave com a equipe da CMON. O jogo deve chegar em breve pela editora e fez muito sucesso, a gente curtiu bastante.

o que jogamos no Diversão Offline 2019

Basicamente, o jogo acontece em turnos, com os jogadores jogando um contra o outro em um x1, ou com times, com pessoas jogando em cada facção. Eu joguei com os Stark com um outro jogador e o Francis com os Lannister. Cada lado fazia uma ação que poderia ser uma ação política, ou com as tropas. Na ação política, cada clã tem um personagem que manipula a corte e oferece habilidades especiais. Os Stark estavam com a Sansa, enquanto os Lannister estavam com a Cersei. Nas ações militares você poderia manobrar, marchar, carregar, atacar ou recuar. Para os movimentos, você usa uma régua com as unidades de movimento.

Cada exército possui seus batalhões e os pontos de vida são as unidades. Cada vez que tira dano, elimina uma unidade. O jogo acaba quando um dos exércitos é completamente eliminado ou ao final do jogo quem eliminou mais unidades do outro inimigo. Na nossa partida, os Starks eliminaram os Lannister, utilizando os Umber contra o exército do poderoso Montanha.

Bode Of War

No estande da Funbox estavam o pessoal da Imagine Jogos, uma nova editora com o protótipo de seu jogo Bode Of War. Ele é uma nova versão de um jogo que tem o nome original de Ziegen Kriegen. Um jogo de vaza com set collection e uma arte cheia de belas referências.

o que jogamos no Diversão Offline 2019

Cada jogador começa o jogo com 8 cartas. Na sua rodada, cada jogador joga uma carta. Se for a menor carta, o jogador pode pegar uma carta de ilha e posicioná-la na ilha (isso acontece somente nas 4 primeiras rodadas). As cartas de ilha vão formando a ilha com valores, que no final o número de bodes terá que ser o mais próximo possível da soma desses números. Quem joga a maior carta, pega todas as cartas. As cartas tem uns símbolos de bode na parte inferior. Vence quem tiver a quantidade mais próxima do valor da ilha. O legal do jogo, é que dá pra jogar com toda a família e tem uma arte muito legal. Nos divertimos bastante e já aguardamos a versão final.

Cryptid

Um jogo de dedução em que cada jogador recebe uma pista, que se reunidas você descobre o local exato onde se encontra um monstro. Mas aí que está o lance do jogo, você ganha sozinho, então vai tentar disfarçar a sua pista, enquanto descobre a dos outros.

o que jogamos no Diversão Offline 2019

Na sua vez você pode perguntar para alguém se o monstro pode estar em um dos locais, colocando o seu peão sobre o hexágono. Se a pista dele diz que não pode estar lá, o jogador coloca um cubinho que simboliza o não. Em seguida, o jogador que perguntou tem que colocar também um cubinho em um lugar onde não pode estar. Se ele disse que pode estar, ele coloca um marcador redondo, que simboliza o sim. Depois, seguindo em sentido horário para o próximo jogador, acontece o mesmo, se for não, ele coloca um cubo e o jogador que perguntou também. Se for sim, segue para o próximo. Se todos disserem sim, é que o lugar certo foi encontrado.

Outra ação, é fazer uma busca em um lugar que a sua pista diz que pode estar e você diz que o monstro está lá, colocando o seu peão. Todos os outros jogadores em sentido horário poderão falar se sim ou se não. Se não estiver, o jogador coloca um cubo e o jogador que deu a pista, precisa colocar um cubo em algum lugar no mapa onde o monstro não está.

As rodadas acontecem até que alguém descubra onde o monstro está. O jogo oferece mapas modulares e diversas formas de jogar, incluindo um aplicativo de ajuda. Mais um acerto da Grok que será muito bem aceito por aqui.

Between Two Cities

Um jogo da Stonemaier Games em que os jogadores trabalham em duplas, construindo uma cidade. Logo, você construirá uma cidade com jogador à direita e outra com o jogador à esquerda.

o que jogamos no Diversão Offline 2019

A cada rodada, os jogadores vão ter em mãos três peças, sendo que uma ele vai escolher para colocar na cidade à direita e outra na cidade à esquerda. As peças pontuam de formas diferentes, umas por quantidades iguais, outras por diferentes, outras ainda dependem das peças adjacentes. Uma forma muito legal de jogar e construir uma cidade. No final, vocês contarão os pontos das duas cidades ao seu lado. A cidade que tiver menos pontos ao final do jogo, será a sua pontuação final. Quem atingir a maior pontuação assim, vence.

Teotihuacan: City Of Gods

Neste jogo de Daniele Tascini, você controla um conjunto de dados de trabalhadores, que crescem em força com cada movimento. Basicamente, na sua vez, você move um trabalhador em torno do tabuleiro modular, até 3 espaços. Você precisará escolher entre fazer uma ação (e uma atualização de trabalhador), ou um bônus poderoso (mas sem uma atualização).

o que jogamos no Diversão Offline 2019

A dinâmica de mover o dado e ter que pagar milho pelas cores que lá estão, além de ter pode potencializar as ações de acordo com o número de dados, é bem interessante. Fazer o seu trabalhador ir se desenvolvendo para ganhar bônus melhores é tão legal que quando ele vai chegar no 6, ele ascende e volta ao 1. Mas, antes você ganha um bônus por isso. Cada lugar tem uma trilha que te dá pontos e bônus, o que te motiva a ir nelas. Claro, como todo bom euro, não dá pra fazer tudo, então você tem que tentar otimizar suas ações escolhendo certas partes do tabuleiro para pontuar mais.

Junte a tudo isso, a ação de construir o templo, em que você vai colocando peças e criando uma construção em 3D. Tudo é muito interessante e divertido, além de bem estratégico. A boa notícia é que o jogo está chegando em junho por aqui e vamos poder jogar bastante esse jogão que merece todos os comentários que recebeu em Essen no ano passado.

O Bom do Videogame

Mais um protótipo nacional no capricho! O Bom do Videogame é um jogo de Patrick Matheus (Masmorra de Dados, Gnomopolis) e André Negrão. Ele traz para o tabuleiro a época de ouro em que as crianças juntavam seus trocados para alugar fitas de videogame, enquanto tinham que estudar e serem bons meninos.

o que jogamos no Diversão Offline 2019

Jogamos uma partida em 4 pessoas, com duas rodadas a menos, mas deu pra ter uma boa ideia do jogo. Na sua vez, você escolhe uma carta em um grid, sendo que existem linhas e colunas que correspondem a ações. Quando você pega uma carta, pode além disso, realizar uma das ações da coluna ou linha.

As cartas é que vão permitir a você jogar os jogos. Sempre em combinações de cartas com a mesma cor, mesmo número ou sequência e combinações disso. Sempre que você tem um cartucho em casa, pode jogá-lo livremente, senão tem que juntar uma grana para ir até a locadora.

As ações te permitem ganhar dinheiro, implorando aos pais. Sempre que você implora, pega uma ficha que depois poderá utilizar uma ação para descartá-las. Essas cartas reduzem a sua mão de cartas de comandos.

O jogo é muito legal e te dá esse sentimento de ir à locadora, pegar uma fita antes, ou chegar pouco depois e ter que se contentar com jogos velhos.

Diversão Offline 2019: o que jogamos

Esses foram os jogos que jogamos durante o evento e vocês? Contem para a gente o que melhor conheceram durante os dois dias de evento.

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,


Sobre o Autor

Publicitário, viciado em jogos de miniaturas, sonha em trocar todos os seus bens por personagens raros de Zombicide.



Voltar ao Topo ↑