Notícias

Publicado em Janeiro 31st, 2018 | por Emmanuel Deodato

Imersão BG: Castles of Mad King Ludwig

Fala galera! Na nossa coluna de hoje, vamos falar sobre o jogo cujo título mal cabe nos caracteres da Ludopedia. Ele é Castles of Mad King Ludwig, do designer Ted Alspach (que desembarcou em nossas terras recentemente com seu Suburbia), ainda não lançado no Brasil.

Vamos nos encontrar em uma competição para construirmos o próximo castelo para o Rei Luís II da Baviera. Ele tem uma certa compulsão por obras suntuosas e isso será algo a se pensar durante a construção. Aqui conheceremos um pouco mais sobre a Baviera, o Rei Louco, seu principal castelo e como tudo isso se amarra ao Mickey Mouse, confiram.

Rei Cisne, Rei Louco ou Rei de Contos de Fadas?

O Rei Luís II da Baviera. Fácil entender seus apelidos. Créditos Ludwig II Museum

Bem, antes de adentrarmos ao castelo, à sua localização, vamos falar da personalidade por trás de todas essas homenagens e histórias. Ludwig Otto Friedrich Wilhelm von Wittelsbach, mais conhecido como Ludwig II ou Luís II.

Tornou-se rei aos 18 anos de idade do então Reino da Baviera (questões sobre a Baviera virão posteriormente). Após a subjugação da Baviera pela Prússia e, posteriormente tendo sido incorporada pelo Império Alemão, o Rei Luís II dedicou-se mais a outros aspectos da vida monárquica e menos às questões de Estado.

Dedicou-se principalmente aos projetos arquitetônicos e artísticos, todos repletos dos mais complexos luxos.

 

 

 

 

Os devaneios do Rei Louco

O Palácio Linderhof, único dos grandiosos castelos visto completamente construído pelo rei. Créditos Schloss Linderhof

A suntuosidade da foto retrata bem os caprichos e devaneios de Luís II. Mesmo sendo o Palácio de Linderhof o menor entre as maiores construções do rei.

Para alcançar seus desejos, o Rei Cisne gastou toda a renda real em seus projetos. Para isso, realizava empréstimos expressivos e sempre se negando ao bom senso dos que tentavam aconselhar.

O Rei detestava as funções burocráticas e obrigatórias de um monarca, preferindo sempre buscar conforto em fantasias e ilusões. Isso não significou impopularidade, pelo contrário. O Rei Luís II se tornara bastante popular por realizar diversas viagens para o interior da Baviera. Ali ele recompensava sempre a hospitalidade recebida, com presentes luxuosos.

Para alcançar a perfeição desejada em suas construções, o Rei Louco consumiu também toda a sua fortuna pessoal. Tendo conhecido o Palácio de Versalhes na França, entre outros, Luís II se motivou a tornar os seus castelos e palácios únicos.

“Caro redator desta coluna, existe diferença entre castelo e palácio?”. Bem, no nosso linguajar comum não, mas nas funcionalidades e construções são diferentes. Os castelos se formam como uma residência grande ou agrupamento de construções cercadas. Assim, é nada mais que uma residência fortificada contra ataques. Os palácios são voltados mais à beleza e luxo, sem proteção e utilizados pela realeza e altas classes.

As principais construções do Rei Cisne

O Palácio de Herrenchiemsee. Créditos Herren-chiemsee

Luís II não queria poupar esforços em suas construções para que se tornassem tão emblemáticas quanto ele imaginara. Isso se refletiu em seus custos. Em 1968, o Dr. Michael Petzet estimou os custos em seu livro, König Ludwig II und die Kunst.

Atribuíram-se os gastos da seguinte forma: Castelo de Neuschwanstein: 6.180.047 marcos. Palácio de Linderhof: 8.460.937 marcos (sendo boa parte do custo na Gruta de Vênus). Palácio de Herrenchiemsee: 16.579.674 marcos. Sim, estão em milhões. Sim ele não era um bom governante.

Vamos adentrar rapidamente em cada construção (sendo essas algumas de suas principais).

Palácio de Herrenchiemsee

Iniciando pelo Palácio de Herrenchiemsee, mostrado acima. Sua construção se iniciou em 1878 e era uma forma do Rei Louco homenagear o Rei Luís XIV, o conhecido Rei Sol. Sim, ele já caiu na sua prova de história. Apenas a porção central foi concebida pelo Rei em vida, o restante fora concluído após sua morte.

Palácio de Linderhof

Outra vista do Palácio de Linderhof. Créditos Schloss Linderhof

A construção foi finalizada em 1878 e era utilizada constantemente por Luís II. Boa parte do custo do Palácio fora destinado a realizar a construção da Gruta de Vênus. Esta era um local na base do palácio, iluminado por energia elétrica no qual o Rei construiu um barco em forma de concha. Curioso? Segue a foto.

O motivo dessa gruta? Não sei explicar. Créditos Schloss Linderhof

No palácio o Rei Louco também apreciava passear com seu trenó, elaborado à forma do século XVIII, sob a luz do luar. Seu fascínio pelo Rei Sol era visto no interior do palácio, com ornamentos e decorações propositais. Quando estava neste palácio, Luís II se intitulava o “Rei Lua”, aquele que complementa o Rei Sol. Os apelidos do Rei ficam cada vez mais claros.

Castelo de Neuschwanstein

Sua mais famosa construção, o Castelo de Neuschwanstein. Créditos Neuschwanstein

O “Castelo Novo Cisne-Na-Rocha” é o mais famoso do Rei e a fonte de um dos seus apelidos, o Rei Cisne. Sua inspiração veio completamente dos contos de fadas. As paredes do interior do castelo são decoradas com inspiração nas óperas de Wagner.

Mesmo não estando completamente finalizado, o Rei se mudou para o castelo por volta de 1884, se estabelecendo até sua morte.

Talvez a grande referência desse castelo venha de fora da corte real. Aqui se une como prometi, ao Mickey Mouse (apesar de já deixar claro minha predileção pelo pato Donald). O Castelo de Neuschwanstein foi a inspiração para a Disney criar seu primeiro castelo no seu parque temático, o Castelo da Bela Adormecida.

Não é preciso muito esforço para entender a referência. Créditos Tengri News

Essas são as principais construções do Rei Cisne, mas existem outras importantes e que prosseguem sendo pontos turísticos. Não sei o que se faz mais confuso: a necessidade de um Rei em estabelecer tantos pontos ou o nome que ele dava.

Apelidos, morte e Baviera

Se você procurar imagens da Baviera vai encontrar em quase todas o castelo do Rei Louco. Créditos Alfa Vale Hotel

Mesmo tentando limitar a construção de suas obras com dinheiro próprio ou empréstimos feitos diretamente ao Rei, isso não impediu que sua completa falta de atenção levasse a Baviera à derrocada.

Foi difícil retirar Luís II da monarquia. Para isso interpretaram sua excentricidade e péssima gestão como sinais de doença mental e incapacidade para gerir o governo. Aí surgiu o seu apelido: o Rei Louco.

Em 1886, o Rei Cisne fora oficialmente deposto. Isso ocorreu após o apoio do tio de Luís, o príncipe Leopoldo e do primeiro ministro Otto von Bismarck, sendo levado ao Castelo de Berg. Em junho de 1886, o Rei Louco morreu no lago do Castelo de Berg. Sua morte é envolta em mistérios até os dias de hoje. Na ocasião, morreram o Rei e o médico que o acompanhava. Existem inúmeras teorias para o caso.

E o que é a Baviera? Até 1918 existiu como Reino da Baviera, incorporada pela Prússia e fazendo parte do Império Alemão em sequência. Após a referida data, se tornou um dos estados federais da Alemanha. É o maior estado da Alemanha e sua capital, Munique, é a terceira maior cidade do país. Além de inúmeras indústrias mundialmente reconhecidas, a Baviera é famosa por sua capacidade turística. Ela é a principal região turística do país. Agradeçam ao Rei Cisne que construiu tantos pontos.

Castles of Mad King Ludwig: tabuleiro, história e relações

Me sinto um louco, um cisne, um feiticeiro. Meu Deus eu sou demais. Créditos Board EveryDay

O jogo nos coloca em uma disputa para ver qual dos jogadores irá construir o próximo castelo do Rei Luís II. Em cada rodada, podemos adicionar as mais diferentes peças para elaborar nosso esboço de construção.

Logicamente, o jogo busca a maior pontuação e tem sua pitada de sorte em quais tiles estarão disponíveis. Assim, não é comum o seu castelo terminar sem quarto, ou com quatro ambientes para alimentação. Quem sabe esse é seu objetivo secreto? Mas, mesmo assim é possível sentir uma emoção quando se olha e tudo começa a tomar forma, a parecer um complexo castelo.

Recentemente, na entrada principal de meu castelo havia uma escada que levava a uma dungeon. Esta levava a câmara secreta que saía em uma escada atrás do Teatro. Praticamente um Fantasma da Ópera.

Tudo fica imaginativo e com várias referências ao Rei Louco. Temos como uma das construções possíveis a Gruta de Vênus, várias construções de jardins (outro aspecto das construções reais). A sala inicial de um dos jogadores possui como símbolo o cisne. Pequenas referências que abrilhantam a história.

Considerações finais: um jogo assim como o rei, muito Louco

O próprio marcador do jogador remete ao famoso castelo. Créditos iSlaytheDragon

Que essa coluna Imersão BG ecoe pelos quatro cantos da internet e alguma editora traga esse incrível jogo (não vale essa).

Para fãs de tile placement é um título obrigatório, repleto de estratégia e com uma interação a cada rodada muito divertida. Não coloque a peça que sua esposa precisa como a mais cara e depois faça o combo de jogar duas vezes e ainda pegue tudo o que ela quer. Eu digo nunca faça!!!

Castles of Mad King Ludwig acrescenta camadas ao outro título famoso do designer (Suburbia) e é complementado por essa bela história de fundo. Um rei, que não queria ter as burocracias da vida cotidiana, isolado em seus devaneios arquitetônicos. Uma fantasia da vida real, com um fim tão misterioso quanto suas obras. Somos todos loucos, cada qual com sua parte de excentricidade no fim de tudo.

Imersão BG

Bom galera, fico muito feliz de trazer a história de um dos meus jogos favoritos. Na próxima semana nos encontramos na terra da pizza e das expedições. Misture viagens e macarrão e pronto!

Abraços

Tags: , , , , , , ,


Sobre o Autor



Voltar ao Topo ↑