RPG

Publicado em novembro 2nd, 2016 | por Rafa Almeida

O Um Anel. Role Player na Terra Média

Todos que me conhecem, sabem que sou fã de carteirinha do encantado mundo de Tolkien, principalmente da saga do anel e do Hobbit. Pois bem, hoje vamos falar um pouco do RPG Um Anel que se passa na Terra Média, e foi lançado no Brasil pela editora Devir. Sem sombra de dúvida está entre os sistemas que eu mais curto jogar ou narrar.

o-um-anel-rpg

Livros de alta qualidade

Estou sempre lendo e relendo as histórias da Terra Média e não é diferente com este RPG. Cada vez eu consigo aprender mais e me aprofundar no sistema. Eu acho ele ainda mais incrível, sem contar que é na Terra Média!

A edição brasileira contém dois livros: Livro do Aventureiro e Livro do Mestre que vêm em um box com proteção, mapas, dados e capas para proteger os livros. A Devir realmente caprichou nesta edição. A arte dos livros está perfeita e honestamente não perde nadinha para a versão gringa original.

O cenário, eu acredito que dispensa apresentações. O RPG rola na Terra Média, tudo o que aconteceu nos livros pode ou não ser aplicado. As aventuras podem acontecer antes da grande guerra, ou até mesmo antes da história de Bilbo. Enfim, o mundo é rico em detalhes e em histórias. O mestre e jogadores podem aproveitar tudo isso e ainda acrescentar mais e mais detalhes, vilarejos, cidades e personagens.

Uma das características que mais gosto, é que dependendo dos aspectos do personagem, neste caso qualidades ou defeitos, ele pode eliminar um teste, ou falhar em um teste automaticamente. Em D&D existe uma tentativa de conseguir isso aumentando a probabilidade de sucesso nos dados. Quando somos proficientes em uma determinada perícia, a chance de sucesso é maior do que outros personagens que não o são.

Pois bem, seguindo essa premissa, caso um personagem tenha uma qualidade como Explorador de Túneis, em determinado momento que ele julgar que sua habilidade tem de ser valorizada, ele pode narrar algo e usar essa qualidade. Por exemplo: se um grupo está preso em uma caverna após um soterramento e um de seus membros tem essa habilidade que citei acima, ele pode dizer ao mestre que seguindo seus extintos e experiência, quer tentar sentir pelo menos uma leve lufada de vento. Assim ele poderia encontrar a saída e se o mestre concordar com a ideia o sucesso é automático. Isso é muito legal, porque valoriza as habilidades dos personagens. Nem todos são bons nas mesmas coisas e isso é enfático neste sistema.

Com os defeitos funciona da mesma forma, porém, no valor inverso. Caso um defeito atrapalhe o grupo em um momento de furtividade, deve ser narrada uma ação de modo que minimize isso, entre outros detalhes. Isso valoriza e dá muita profundidade aos personagens, além de fortalecer a interpretação e interação do jogo.

tor4

Uma amostra das ilustrações do livro

A mecânica funciona de forma simples, existem três tipos de sucesso. O jogo utiliza dados de 6 lados e de 12 lados, porém, os dados de 12 faces são especiais. A numeração vai apenas até 10. O D6 é o dado de ação e o d12 o dado de proezas, como a runa ou anel de Gandalf.

Os sucessos são: Sucesso, Sucesso Maior e Sucesso Extraordinário. Basicamente a diferença está nos sucessos decisivos. Com um 6 em um dos dados, você consegue um sucesso maior, algo heróico que será lembrado por seu grupo. Com dois 6 nos dados, acontece algo que bardos contarão durante eras como uma ação realmente lendária.

Nos dados existe um Olho de Sauron, que representa a falha automática de uma ação, caso um dos dados apresente este resultado não é necessário somar o restante, algo deu errado. Muito errado!

Outro ponto incrível do sistema é a Sombra. Ela funciona como uma entidade que corrompe os corações dos mais nobres. Caso um personagem faça maldades o tempo inteiro, ela se alimentará desse personagem e ele terá níveis de sombra ou níveis de maldade. Após determinados níveis, o personagem se torna mal e não é mais um aventureiro, semelhante a corrupção de Ravenlof. É muito interessante isso, pois ajuda os jogadores a estarem sempre no eixo e por mais que queiram arrancar algumas cabeças, é preciso se controlar.

Com isso, é só criar uma comitiva e ir explorar esse mundo tão vasto. Tente se encontrar com Gandalf, ou visitar Valfenda. Se vocês tiverem uma missão muito difícil, porque não pedir ajuda aos cavaleiros de Rohan? Bem, aí é com vocês!

Um sucesso decisivo a todos e bom jogo!

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,


Sobre o Autor



Voltar ao Topo ↑