RPG

Publicado em dezembro 7th, 2016 | por Rafa Almeida

Rápido e furioso! Conheça a selvageria de Savage Worlds

Bem-vindos ao Mundo Selvagem, ou Savage Worlds. SW é um derivado do incrível Deadlands, em uma versão mais simples de outra variação do sistema, chamada Great Rail Wars que foi criada como um jogo de miniaturas.

Savage Worlds é um sistema bem genérico. Cabe TUDO dentro deste jogo e quando eu digo tudo, é tudo mesmo! Piratas, fantasia medieval, aventuras como Indiana Jones, James Bond, Pulp, histórias de capa e espada, velho oeste, e tudo mais que sua imaginação quiser. Funciona mais ou menos como Gurps: tem regras gerais e maneiras genéricas de aplicar vários cenários. Assim como Gurps, funciona melhor de forma mais realista. É perfeito para quem gosta de adaptar filmes ao RPG, e é muito bom para jogos heróicos.

review-savage-worlds-500x500_c

A Retropunk já lançou a versão nacional do livro

Os atributos

Os personagens possuem cinco atributos básicos: Agilidade (Agility), Inteligência (Smarts), Força de Vontade (Spirit), Força (Strenght) e Vigor. Os atributos variam normalmente entre 1D4 e 1D12. Além disso, há uma lista de perícias que podem ser escolhidas e graduadas. As perícias são resumidas e sem detalhes, quando um personagem é bom em lutar, isso inclui lutas com espadas, artes marciais, facas, bastão e armas improvisadas.

Os custos das perícias estão diretamente ligadas aos atributos chaves correspondentes. Existem alguns grupos de sub perícias, vantagens e desvantagens, mas tudo é bem simples e reduzido. Não há detalhamento na ficha e sim na imaginação dos jogadores que usam as perícias para ações mais específicas.

O sistema de ações

O sistema de ações é bem simples e funciona de forma similar ao jogo de tabuleiro Eldritch Horror. Rola-se um dado (D6) e se o resultado for igual ou maior que 4, o personagem obtém sucesso. Existe um sistema de sucesso decisivo que desencadeia situações diferentes. Dependendo da ação, quando o jogador rola um 6 como resultado, pode rolar o dado novamente e somar o resultado ao anterior. Quanto mais acima, melhor e mais bem executada a ação é realizada.

O combate é muito rápido com a iniciativa baseada em cartas de baralho. Basicamente os jogadores e personagens do mestre puxam uma carta e comparam os resultados, quem tira o coringa sai rindo à toa, pois tem bônus em todas as jogadas.

Wild Cards, Wild Die

Os personagens dos jogadores são chamados de Wild Cards dentro do jogo. São heróis, criaturas acima da média. Mecanicamente isso significa que o universo conspira a favor dos personagens, todos têm direito a rolar um Dado Selvagem (Wild Die).

Basicamente é que os personagens podem rolar dois dados: um normal e o dado selvagem e utilizar o resultado maior, isso aumenta a chance de sucesso e casa bem com o jogo que vende um prospecto cinematográfico e heróico.

savage2-672x280

Uma das ilustrações que acompanham o livro. Coisa linda de ver!

Vilões acima da média

Existem vilões que também são acima da média e tem um dado selvagem para rolar. Outra diferença é que os personagens têm pontos de ferimento, já as criaturas comuns, caem assim que se ferem. Os personagens dos jogadores aguentam mais e resistem mais aos ferimentos, mais um ponto heróico do sistema.

Outro ponto único dos personagens e dos inimigos mais especiais são os Bennies ou pontos de sorte. É uma habilidade limitada que mecanicamente significa que os jogadores podem rerrolar um resultado ou rolar dados para absorver uma quantidade de dano. É a maneira de sobreviver aos perigos e ataques constantes, mas cuidado, isso também funciona para vilões o que torna alguns combates muito desafiadores e divertidos.

horro_miolo_pb

Já foram lançados diversos suplementos aqui no Brasil

O sistema facilita a vida do mestre

O sistema foi criado para facilitar a vida do mestre, é bem possível criar aventuras com pouquíssimo tempo. Apesar de simples é um jogo bem completo. Existem regras para combates específicos como utilização de veículos, fadiga, sobrevivência, lutas embaixo da água e tantos outros.

São várias regras aplicáveis ou não, e isso abrange muita coisa, tornando difícil não conseguir reproduzir algo que o narrador queira. Existem pontos de poderes para cenários onde é possível utilizar magia e também regras para combates entre exércitos (inclusive é uma das coisas que eu mais gosto no sistema).

Onde ele funciona?

Funciona muito bem em campanhas de fantasia, aventuras heróicas e até algumas com temas mais pesados como terror ou até guerras, mas peca um pouco quando o assunto é Supers. Em arcos com aventureiros e super poderes ou mutações, o sistema deve um pouco. Devido à simplicidade e falta de diversidade nesse ponto, algumas coisas ficam perdidas e é necessário que o narrador e jogadores completem alguns pontos com regras da casa.

Savage Worlds cumpre o que promete e com créditos! É um sistema simples e muito divertido, tem uma infinidade de suplementos e uma comunidade muito ativa. E é possível encontrar em português já que a Retropunk Publicações lançou ele no Brasil. Os suplementos variam entre aventuras pós-apocalípticas com cenário Mad Max, até cenários espaciais.

Rápidos e Selvagens! Espero que tenham curtido. Não perca tempo! Curta nossas redes sociais para ficar por dentro de todo conteúdo que lançamos, além de ficar sabendo tudo de novidades sobre o mundo do RPG e board games.

Um sucesso decisivo a todos e bom jogo!

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,


Sobre o Autor



Voltar ao Topo ↑