Reviews Akigam

Publicado em maio 27th, 2019 | por Francis Weslen

Review – Akigam: a magia da memória

Review – Akigam: a magia da memória Francis Weslen
Compreendimento das Regras
Componentes
Arte
Estratégia
Envolvimento
Rejogabilidade

Summary:

4.3


User Rating: 0 (0 votes)

Como um bom aprendiz, junte suas runas e seu livro de magia. É hora de mostrar ao seu mestre que você é um dos melhores aprendizes de mago. Mas pra isso mais do que bons feitiços você precisará de uma boa memória. Esse é Akigam, jogo de Rodrigo Zaramella que depois de ser financiado pela Papaya, foi lançado pela Ludens Spirit. Confira o review.

Akigam

Componentes  

Na caixa de Akigam você encontra dois baralhos: um azul e um vermelho. Cada um composto de 30 cartas, sendo 20 cartas de elemento (5 de cada), 6 cartas de magia e 1 carta especial Akigam. Com mais decks, você consegue jogar em equipes de dois ou três jogadores, ou no modo arena todos contra todos. A produção está bem interessante, mantendo o padrão dos jogos nacionais editados pela Ludens.

Akigam
Poucos componentes para muito jogo

O jogo

As partidas de Akigam são definidas pela duração de um valor de pontos de vida, escolhido pelos jogadores. Quem tirar os pontos de vida do outro jogador primeiro, vence. Durante as rodadas, você precisará mostrar suas habilidades de memória, para lembrar a posição e o símbolo de cada carta em sua frente. Com isso, você executará uma magia de ataque para causar danos ou de defesa, para evitá-los.

Preparação do jogo

Para preparar o cenário desta batalha mágica é bem simples. Primeiramente encontre uma mesa com um espaço bom, pois irá precisar para posicionar suas cartas. Em seguida, cada jogador pega seu deck de cartas e separa as de marcação de pontuação e as de referência. Para marcar seus pontos de vida, você vai deixar a ativa na vertical e a de orientação na horizontal acima dela para poder se orientar.

Embaralhe suas cartas e faça um monte com as faces viradas para baixo. Esse será sua pilha de compras. Em seguida compre 5 cartas. Você sempre terá essa quantidade máxima de cartas na mão. No final de seu turno caso tenha menos que isso, complete sua mão.

Akigam
Preparado para mostrar quem manja das conjurações

Turnos

Cada jogador possui 3 energias para efetuar ações em seu turno. Então, escolha de maneira estratégica e coordenada. Caso possua uma carta de Akigam nas mãos, poderá utilizar ela para adicionar mais 1 de energia em seu turno. Caso contrário, ela funciona como um elemento coringa na mesa.

1) Baixar (custo de 1 energia)

Para começar, você precisa primeiramente baixar as cartas na mesa. Execute esta ação para colocar cartas com a face virada para baixo na mesa. Mas, tome cuidado! Depois de colocá-la, só será possível ver seu conteúdo ao custo de uma ação. Então prepare esquemas e memorize a localização de cada carta baixada na mesa.

Akigam

2) Olhar (custo de 1 energia)

Caso esqueça qual o elemento de uma carta baixada, use esta ação para olhá-la e colocá-la novamente na mesa com a face virada para baixo.

Akigam

3) Renovar (custo de 2 energias)

Utilize esta ação para descartar cartas de sua mão e comprar a mesma quantidade. Caso não haja mais cartas na pilha de compras, reembaralhe a pilha de descartes e faça dela seu deck para comprar.

Akigam

4) Atacar (custo de 3 energias)

Agora chegou a hora de mostrar do que você é capaz. Com esta ação você utilizará todas as suas energias de uma vez. Revele uma quantidade de cartas falando quais são, sem trocar a sequência. Lembre que é preciso utilizar uma carta de magia para fazer a ação.

Se falar todas as cartas corretamente, a magia é bem sucedida. Com isso, o inimigo leva danos da quantidade de cartas reveladas, mais algum efeito que tire mais dano. Caso erre ao menos uma das cartas e a magia não é realizada. As cartas reveladas vão para o descarte.

Akigam

Caso o outro jogador queira se defender, ele pode usar a magia Muralha, sem gastar energia, mas precisa estar na mesa com os outros elementos. Se ele fizer com sucesso, cancela efeitos e danos de acordo com o seu nível. Também é possível cancelar os elementos, revelando elementos iguais aos usados para reduzir esses danos.

Magias

Em Akigam você poderá fazer várias magias e cada uma delas terão efeitos diferentes. No seu turno poderão ser conjuradas até três combinações. Cada uma equivale a um nível de magia. Vamos conferir:

Vulcão (Fogo e Terra): aqui você provoca uma grande erupção que irá causar 1 de dano ao seu adversário para cada nível que você conjurar.

Akigam

Furacão (Ar e Água): lá vem a ventania louca e sem controle. Essa magia te dá a opção a pegar uma quantidade de cartas do oponente equivalente ao nível conjurado.  Depois você pode embaralhar e posicionar como quiser na mesa do adversário.

Akigam

Raio (Ar e Terra): um raio ladino atrapalha tudo. Você irá retirar o número de energias equivalente ao nível de magia conjurado de seu oponente até o final do próximo turno dele.

Akigam

Incêndio (Fogo e Ar): bora queima tuto! Cada nível conjurado de magia será o mesmo número de cartas que seu adversário deverá revelar e descartá-las.

Akigam

Fonte (Fogo e Água): um banho de sauna inesquecível. Recupere 1 nível de vida para cada nível conjurado.

Akigam

Muralha (Terra e Água): ninguém vai subir! Essa combinação irá cancelar efeitos e danos que seu adversário venha conjurar contra você.

Akigam

Final de jogo

Uma partida de Akigam acaba no momento em que um jogador elimina todos os outros. Se tornando assim o mago supremo de Akigam.

Considerações

Este party game simples e estratégico garante muitas horas de diversão. O fato de ter que lembrar e “codificar” suas cartas na mesa de maneira que você possa saber exatamente onde cada elementos está, o torna desafiador. As combinações dos elementos também são um forte atrativo neste jogo.

A temática mística já conhecidas em RPGs e jogos desta temática também está bem encaixada com a mecânica. Você realmente se sente conjurando elementos, acertando ou errando, tendo um bom trabalho para ter sucesso.

Sua embalagem compacta o torna fácil de transportar. Podendo ser jogado em qualquer lugar como desde a sua mesa de jogo em casa ou uma mesa no barzinho.

O visual também é um ponto forte em Akigam. Com ilustrações bem feitas, acabamento simulando profundidade nos elementos, ele te dá a sensação de estar segurando pedras elementares nas mãos.

Acredito que o único ponto que me deixou um pouco “decepcionado” foi a questão dos marcadores de vida. Acredito que dentro da caixa comportaria marcadores no tamanho do manual. Duas lâminas de papel cartonado já resolveria o problema. Por que digo isso? Algumas vezes durante a partida você poderá esbarrar ou bater na mesa fazendo com que a carta de referência que está acima da outra se mova. Isso pode te fazer perder onde a contagem de vida estava e bagunçar o jogo.

Akigam oferece um bom balanceamento de take that, em que você atrapalha e é atrapalhado, mas tem formas de reduzir isso. Com dois ele é ótimo, assim com 4 ou 6, em equipes ou no modo arena, mesmo que um pouco caótico.

Se você busca por um jogo de cartas divertido, com boa interação entre jogadores, temática imersiva este jogo é para você. Assim como se você gosta de jogos de memória e desafios. Um jogo para toda a família.

O que gostei em Akigam

  • Arte;
  • Componentes;
  • Tema imersivo;
  • Mecânicas.

O que não gostei em Akigam

  • Utilizar duas cartas para marcação de pontos.

Indicado para

Pessoas que curtem party game e family games, jogos de memória e jogos rápidos.

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,


Sobre o Autor

Designer, viciado em games digitais, quadrinhos e financiamentos coletivos.



Voltar ao Topo ↑