Reviews

Publicado em Maio 29th, 2017 | por Murilo Eloz de Melo

Review: Sherlock Holmes Consulting Detective

Review: Sherlock Holmes Consulting Detective Murilo Eloz de Melo
Compreensão das Regras
Componentes
Estratégia
Envolvimento
Rejogabilidade

Summary:

3.9


User Rating: 0 (0 votes)

Desvende os crimes que só o maior detetive de todos os tempos seria capaz de solucionar em Sherlock Holmes Consulting Detective. Com apenas um par de evidências e meia dúzia de visitas você terá um dos maiores desafios da sua vida. Será que você consegue ser tão rápido e preciso quanto o maior dos detetives da Londres do final do século XIX?

Componentes

A versão que temos, em inglês, é um relançamento da Ystari Games (da família Asmodee, a qual é a nova responsável pelos lançamentos do título Sherlock Holmes Consulting Detective). Ela resgatou este clássico lançado em 1981, com algumas atualizações, correções (nem todas) e melhorias. Isso o colocou de volta nas prateleiras em 2012, com mais duas reimpressões em 2016, embora ainda sem êxito na correção dos erros.

O que vem na caixa: 1 livro de regras, 1 mapa de Londres, 1 livro de endereços, 10 livros de casos, 10 jornais.

A elegância do jogo original foi mantida

O jogo

Assuma o papel de um dos “Irregulares de Baker Street”, um grupo de garotos informantes de Sherlock Holmes. Ande com eles pelas ruas londrinas e tente solucionar os dez assassinatos misteriosos do jogo. Você terá muitas dicas a seguir, um mapa a explorar, um livro de endereços e o jornal local sempre à mão. O jogador pode contar com a ajuda de diversos aliados com as mais diversas qualificações. Legistas, criminologistas, informantes, criminosos e até os irmãos Holmes ajudarão em suas investigações.

Use muita astúcia e explore Londres atrás de dicas para solucionar os enigmas e responder às perguntas sobre os casos. Caso contrário, passe vergonha em frente a Holmes. Use as ferramentas disponíveis e leve os casos a sério, pois eles não são tão fáceis quanto parecem.

Preparação do jogo

Os jogadores escolhem um dos dez casos. Jogar em ordem cronológica é muito mais prático e evita que os jogadores descubram algo de casos anteriores que possam não ter jogado. O mapa de Londres é colocado sobre a mesa. O livro de endereços e a lista de aliados são colocados próximos ao mapa. Os jogadores colocam o jornal com a data correspondente ao caso, bem como jornais de dias anteriores, caso haja algum (as edições futuras são guardadas).

Os jogadores, então, decidem se jogarão uma partida cooperativa ou competitiva. No primeiro caso, eles tentarão fazer a melhor pontuação possível. No segundo, cada jogador apresenta uma solução e aquele com maior pontuação vence o jogo.

É importante fazer anotações durante a partida para organizar as informações. Um jogador é escolhido como “Investigador Líder”, o qual lerá a introdução do caso aos outros jogadores em alto e bom som.

Preste atenção aos mínimos detalhes

As rodadas

O jogo acontece em turnos. O investigador líder escolhe uma dica do caso atual e, caso ela não esteja presente no livro, ele deve escolher outro lugar para visitar. Assim que encontrar a dica, o investigador faz a leitura em alto e bom som, marcando-a como ‘lida’.

A seguir, o jogador passa o livro de caso para o jogador à esquerda, o qual se torna o novo investigador líder e escolhe uma dica. O jogo continua dessa forma até que os jogadores julguem ter a solução para o mistério. Os jogadores podem seguir quantas dicas quiserem, mas cada um só pode ler uma por vez.

Durante uma jogada, os jogadores têm acesso livre ao jornal, às dicas já lidas e ao livro de endereços, além de poder explorar o mapa.

Os jogadores podem (e devem) discutir o caso o quanto quiserem. Inclusive, podem debater qual será a próxima dica a seguir. Havendo discordância sobre o próximo passo, o investigador líder da vez é quem toma a decisão final.

Leia o jornal o quanto quiser, retorne às dicas já lidas sempre que necessário e anote tudo o que achar relevante

Final do Jogo

Resolução em Grupo

Os jogadores podem decidir parar de seguir as dicas a qualquer momento. Eles avançam para a seção “Questions” do caso e respondem às perguntas, que são divididas em dois grupos. Os jogadores verificam a resolução do caso em “Solution” e um deles lê as conclusões de Sherlock Holmes ao grupo. Enfim, os jogadores vão para “Score”, a seção de pontuação, para descobrir a sua e compará-la à de Sherlock Holmes.

Resolução Individual

Neste modo de jogo, qualquer jogador pode parar de seguir as dicas a qualquer momento. O jogo é suspenso e aquele jogador avança para a seção “Questions” e responde às perguntas em uma folha. Ele também anota quantas dicas foram lidas por todos os jogadores até o momento em que decidiu parar. O jogo continua sem a participação do jogador que encerrou a investigação.

A primeira parte das perguntas é sobre o caso e vale até 100 pontos. A segunda é sobre elementos relacionados ao caso e valem até 40 pontos.

Pontuação

Para calcular a pontuação, os jogadores somam os pontos obtidos ao responder às perguntas. Depois, contam o número de dicas lidas e as comparam ao número usado por Sherlock Holmes. Algumas delas são livres e não são contadas.

Para cada dica a mais que as seguidas por Sherlock Holmes, os jogadores subtraem 5 pontos da sua pontuação. Para cada dica a menos, adiciona-se 5 pontos. Assim é obtida a pontuação e, se os jogadores tiverem dado as suas respostas separadamente, o jogador com a melhor pontuação vence.

Sherlock Holmes

Os jogadores comparam a sua pontuação à de Holmes, que sempre faz 100 pontos. Batê-lo é muito difícil, mas não é impossível.

Os jogadores respondem aos dois blocos de perguntas, deduzem pontos por dicas lidas a mais (caso haja alguma), e comparam a pontuação entre si ou com a de Sherlock

Considerações

Sherlock Holmes é um jogo que requer dos jogadores bom nível de inglês. Ele promete e entrega imersão profunda nos casos, com os jogadores sempre no papel dos Irregulares de Baker Street, liderados pelo jovem Wiggins.

O jogo nem sempre flui como deveria, e isso acontece por causa de alguns erros de tradução. No entanto, o jogo é muito divertido, especialmente para quem gosta de romances policiais e de usar a intuição.

O tempo de duração ilustrado na caixa pode variar para mais ou menos, mas geralmente toma mais do que os 120 minutos sugeridos. Não é a tarefa mais fácil seguir as mesmas dicas que Sherlock Holmes seguiu e pensar como ele. No entanto, dá para se aventurar e tentar chegar perto.

Caso algum dos jogadores não tenha bom domínio da língua inglesa, acrescente-se mais um bom tempo. As traduções deixarão o jogo mais longo o jogo, mas você fará amigos/detetives felizes.

Tenha sempre à mão papel e caneta. As anotações podem fazer toda a diferença na hora de escolher o próximo ponto de parada. O cruzamento de informações de dicas diferentes pontos da cidade e do jornal são cruciais para uma solução precisa.

Expansões

Foram lançadas algumas expansões oficiais do jogo desde o seu lançamento. Mas muitos dos fãs do jogo, especialmente italianos – que são loucos por literatura policial –, elaboraram alguns fan-made cases em outras línguas. Como espanhol, francês e italiano, e até houve casos feitos por fãs que se tornaram expansões oficiais do jogo.

A Asmodee assumiu a publicação do título e, em julho de 2017, Sherlock Holmes Consulting Detective será relançado. Desta vez terá o nome Sherlock Holmes Consulting Detective: The Thames Murders & Other Cases. Ele vem com os mesmos casos, só que desta vez corrigidos e com desfechos diferentes. Isso provavelmente levará vários fãs do jogo a comprar a nova edição. A arte de todo o jogo foi toda repaginada e parece bastante atraente, embora a clássica seja muito bonita.

A diversão é garantida e a experiência é única. Não é à toa que este jogo tiozão, com seus 36 anos, está entre os 100 melhores do BGG.

O que gostei em Sherlock Holmes Consulting Detective

  • – Regras objetivas;
  • – Arte belíssima;
  • – Imersão total no jogo.

O que não gostei em Sherlock Holmes Consulting Detective

  • – Baixíssima rejogabilidade;
  • – Texto muito confuso em alguns casos, especialmente no Caso 3.

Indicado para

Jovens e adultos, com ou sem experiência, que gostem de desvendar mistérios e/ou romances policiais.

Tags: , , , , , , , , , , , ,


Sobre o Autor

Esse instrutor de idiomas é competitivo até em jogos solo. Caiu de paraquedas nos BGs há uns anos, mas sem danificar as caixas.



Voltar ao Topo ↑